© 2016 by America Expert. 

  • Facebook Basic Black
  • LinkedIn Basic Black

Proteção de marcas e patentes - Trademark:

 

Para que uma marca ou patente sejam reconhecidas e tenham os direitos de propriedade assegurados, tanto no Brasil como nos Estados Unidos, elas precisam ser devidamente registradas. No Brasil o registro é junto ao INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial - é o órgão federal responsável por receber pedidos e conceder registros de marcas e patentes. Já nos Estados Unidos, o órgão responsável é o USPTO – United States Patent and Trademark Office. Apesar dos acordos internacionais de patentes, você pode precisar de uma patente no Brasil e também em outros países. Além disso, as legislações são diferentes em cada país.

 

Com o registro, a empresa cria uma proteção jurídica que previne que outros copiem e vendam o mesmo produto, ou se utilizem de inovações que ele introduziu após toda a pesquisa e desenvolvimento feitos pelo criador do produto. De forma econômica, a marca facilita as transações, pois torna mais rápida a interpretação e processamento das informações pelo cliente em relação a determinada experiência com o produto ou serviço, acionando ou não suas expectativas de confiança, identificação, ética, satisfação e auto expressão. Desta forma surge um critério de redução de risco na decisão de compra.

 

Para as organizações, a marca bem estruturada melhora a eficiência dos programas mercadológicos, permitindo o desenvolvimento de programas de relacionamento e fidelidade, fornecendo uma diferenciação protegida por lei (registro de marca). O processamento dos pedidos será facilitado, deixando uma base para a comunicação da imagem corporativa, delimitando um valor de ativo intangível no caso de venda e uma fonte de segmentação eficaz. Como consequência surgem possibilidades de maiores retornos e alavancagens comerciais, gerando possibilidades para futuras expansões de marca.

 

Vale destacar que o posicionamento que uma marca ocupa no inconsciente do consumidor pode ser um grande diferencial competitivo – por isso, ela deve ser cuidada com ajuda de profissionais especializados.

 

Confira as super dicas da CEO, consultora de negócio, Simone Oliveira: